Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Análises e Comparativos

Caixas de embutir: seu formato afeta na qualidade sonora?

Publicado em 08.01.2024 |
Visualizações
161 visualizações

As caixas de embutir vem ganhando cada vez mais espaço no mercado de som e principalmente conquistando o coração de muitos arquitetos. Mas será que a estética acompanha a qualidade sonora? Confira no blog de hoje!

Ao falar das caixas de embutir estamos falando de um modelo que esteticamente é mais bonito e permite que o ambiente fique mais harmônico graças ao seu design minimalista que não “polui” o espaço com muita informação, tornando-a uma tendência até mesmo no mercado da decoração. Além disso, esses modelos podem ser utilizados tanto em projetos residenciais quanto em salas corporativas/comerciais, e permitem integração em sistemas de home theater. 

Optando por esse tipo de modelo você pode se deparar com o seguinte questionamento: há diferença (técnica) entre o modelo quadrado e retangular? Inicialmente já podemos afirmar que sim, há diferenças nas especificações técnicas entre estes modelos.

Qual a diferença entre as caixas quadradas e retangulares?

É interessante mencionarmos que as diferenças dizem respeito somente aos modelos quadrados e retangulares. As caixas redondas (também muito utilizadas na versão de embutir) possuem diferença meramente estética em decorrência do formato e acabamento.

Caixas quadradas

As caixas quadradas são compostas pelo woofer (responsável pelo médio e grave) e também pelo tweeter (responsável pelo agudo). Esses dois itens ficam juntos (como se ocupassem o mesmo espaço na caixa). Outra característica que conseguimos reparar visualmente neste modelo é a parte central do woofer que possui um “furo”. 

O fato de a caixa quadrada possuir estes agentes integrados, há uma ocupação de espaço muito maior no alto-falante da caixa fazendo com que haja uma entrega menor atrapalhando o woofer no desenvolvimento dos graves.

caixas de embutir seu formato afeta na qualidade sonora resposta de frequencia  caixa de som quadrada

Parte central do woofer "furada"

Conheça a caixa de som quadrada JBL CI6S PLUS 60W RMS

caixas de embutir seu formato afeta na qualidade sonora resposta de frequencia caixa de som ci plus

A linha Ci Plus, é a linha substituta da antiga linha CI da JBL. Foi desenvolvida especificamente para atender o mercado de Home Theater e som ambiente. 

Principais características técnicas:

Potência - 60w
Impedância - 8 Ohms
Resposta de Frequência - 53Hz - 20kHz
Sensibilidade - 90 dB

Diferenciais

- Excelente performance sonora;
- Fácil instalação;
- Design moderno;
- Possui formato angulado para melhor atender a necessidade do ouvinte.

Caixas retangulares

Já a composição da caixa retangular conta com woofer separado do tweeter que fica localizado na parte superior da caixa. A separação entre o tweeter e o woofer proporcionam uma aferição de agudo mais limpa (ainda que inicialmente seja uma diferença notada somente com atenção entre os usuários, podendo até sair despercebido por algumas pessoas).

Na caixa retangular o espaço do alto-falante não terá recortes e entregará mais graves que a caixa quadrada e maior definição de agudos. Em linhas gerais, apenas ouvidos bem atentos irão notar a diferença, até porque muitos fabricantes incluem diversas configurações/melhorias que acabam mascarando ainda mais essa distinção das caixas. Porém, a forma que não tem erro é analisar nas especificações técnicas a resposta de frequência de cada modelo.

caixas de embutir seu formato afeta na qualidade sonora

Conheça agora caixa de som arandela AAT 6,5 LR-E100 BORDERLESS 100W RMS PAR

Este modelo foi projetado especialmente para uso no teto, combinando as caixas acústicas com um design moderno e alto desenvolvimento e qualidade audiovisual.

Principais características técnicas

Potência - 100W

Impedância - 8 Ohms

Resposta de Frequência - 50 – 22 KHz

Sensibilidade - 89db

Diferenciais

- Oferece tweeter pivotante (móvel);
- Flexibilidade de ângulo do tweeter;

- Potência máxima de 100W RMS, a AAT LR-E100 responde às frequências de 50 a 22 KHz.

Mas o que é a resposta de frequência?

caixa-de-som-quadrada-ou-retangular

A resposta de frequência acústica é um conceito fundamental na análise de sistemas sonoros, descrevendo como um dispositivo ou ambiente responde a diferentes frequências de som. Essa resposta é representada graficamente, mostrando a variação da amplitude do som em relação à frequência.

Em termos simples, a resposta de frequência revela quais frequências são reproduzidas, atenuadas ou amplificadas por um sistema.

Ao examinar a resposta de frequência de alto-falantes, fones de ouvido ou salas de audição, é possível entender como esses elementos lidam com diferentes tons. Uma resposta de frequência plana indica que o sistema reproduz todas as frequências de maneira uniforme, resultando em uma reprodução de áudio fiel e equilibrada.

No entanto, curvas irregulares na resposta de frequência podem indicar realces ou reduções específicas em determinadas frequências, afetando a qualidade do som. Nossos especialistas em áudio, por exemplo, utilizam a análise da resposta de frequência para otimizar a reprodução sonora, ajustando equalizações e escolhendo componentes que se alinhem às características desejadas dos nossos clientes.

Se você tem interesse em alinhar o seu sistema de som é só falar com os nossos mestres do áudio e vídeo clicando aqui. Além disso, a resposta de frequência precisa é crucial para a criação e apreciação de experiências auditivas de alta qualidade.