Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Análises e Comparativos

Saiba quais são as diferenças entre o subwoofer ativo e passivo

Publicado em 11.04.2023 |
Visualizações
2.285 visualizações

É necessário utilizar um amplificador no subwoofer?

Calma aí, não é para fazer confusão. Se a vida toda você pensou que era só ligar o subwoofer na tomada, a regra continua sendo essa. A exceção refere-se ao subwoofer passivo, que não possui amplificação. Acompanha o blog de hoje e assiste o vídeo novo do canal.

Entenda qual a função de um subwoofer

O subwoofer ativo trata-se de uma caixa de som geralmente de madeira responsável por reproduzir os sons graves no sistema de som. Nessa caixa você encontrará um alto-falante que pode estar localizado na parte da frente (Front-Fire), embaixo do equipamento (Down-Fire) ou até mesmo nas laterais, podendo ter dutos de ar ou ser selado.

Já na parte traseira o subwoofer apresenta um painel de conexões, e nele estará o amplificador embutido, bem como botões de ajustes como volume e corte de frequência que contribuem com a regulagem do áudio da frequência certa. Mas o que é esse amplificador? Todo subwoofer possui esse sistema? Essa e outras perguntas já vamos te responder abaixo, então fica com a gente!

Diferença entre subwoofer ativo e passivo

Apesar da diferença entre esses dois modelos ser simples de se entender, é importante atentar-se às recomendações de uso de cada um deles. Os subwoofers ativos são aqueles que já possuem uma fonte de amplificação interna e podem ser conectados diretamente a uma tomada como fonte de energia elétrica para ligar. Quando este mesmo equipamento não possui essa amplificação interna, ele é chamado de passivo, pois irá precisar de um "amplificador dedicado" para funcionar.

Subwoofer Ativo

Aqui na Audio Prime você encontra diversos subwoofers ativos que são frequentemente utilizados em projetos de Home Theater ou Som ambiente. Dos mais modestos aos mais procurados e em modelos variados, geralmente em 8, 10 ou 12 polegadas. 

Subwoofer Passivo

Os subwoofers passivos podem ser utilizados em Home Theater (apesar de não ser muito comum). Geralmente os modelos passivos são mais utilizados em Sistemas de Sonorização para Jardim, como a linha Garden que abordamos em alguns temas aqui nos blogs da Audio Prime ou o modelo da AAT CS1Q-CI DE TETO 8" de embutir dentro do forro, pois são equipamentos instalados em ambiente especiais.

Um sub passivo irá trazer ainda mais complemento para suas caixas de som satélites. Entretanto, os subwoofers ativos apresentam menor margem de erros de desenvolvimento de setup se comparado aos passivos. Existem casos em que o cliente possui um equipamento com subwoofer passivo e deseja conectá-lo a um receiver com objetivo de aumentar a potência, como no caso do ativo, porém, aqui na Audio Prime nós não recomendamos essa prática e te explicamos o porquê.

Receiver pode substituir amplificador no subwoofer passivo?

Precisamos considerar que o receiver não irá amplificar e sim processar o áudio do subwoofer. O importante aqui é entender que: como os subwoofers precisam de mais potência para reproduzir sons de baixa frequência, o canal de amplificação precisa ser capaz de produzir potência suficiente para acionar seu subwoofer sem esgotar a fonte de alimentação do receptor.

Com base nisso um receiver teria que ter seu tamanho, peso, aquecimento e preço ampliados para se ter um canal a mais amplificado para o subwoofer e como atender subwoofer de 80w RMS a mais de 1000watts de potência sem ter um modelo de receiver específico para cada subwoofer passivo. Essas e outras variáveis fazem com que a maioria dos subwoofers utilizados em Home Theaters e Som Ambientes sejam com amplificação própria ou com amplificador externo dedicado para cada subwoofer. Lembre-se que cada projeto é único e uma consulta prévia com um especialista fará você acertar em cheio a sua expectativa.

O que é um amplificador de subwoofer?

Os amplificadores servem para realizar a ligação do subwoofer nos setups de som, sejam eles residenciais ou comerciais. Além de serem utilizados em maior frequência subwoofers da linha Garden ou em modelos de embutir. Como já mencionado, os subwoofers ativos, são chamados assim porque não necessitam de um amplificador dedicado, pois neles já existe um tipo de amplificação interna.

Porém, existem algumas linhas como a Garden, e o subwoofer AAT de embutir que acabam sendo passivos, ou seja, estes vão precisar de amplificador, por essa razão é importante sempre manter-se atento às características de cada equipamento.

Não utilize qualquer amplificador no seu subwoofer

E é aí que fica o questionamento? Posso utilizar qualquer amplificador no meu subwoofer passivo? A resposta é: não! E cuidado com as respostas de Google por aí. Converse diretamente com um entendedor no assunto. Nos casos em que for necessário fazer a conexão de um amplificador com o sub por conta de ele ser passivo, este precisa ser um tipo específico para subwoofers.

Aqui na Audio Prime você vai encontrar a linha PMS da AAT,  compatível com diversos modelos de subs passivos. Lembrando que estes modelos de amplificadores são ideais para esse tipo de conexão de subwoofers tanto em sistemas de som residencial ou comercial, conforme mencionamos anteriormente, além de você poder utilizá-los em áreas internas, externas ou até mesmo como modelo de embutir no gesso. Separamos as características principais de 3 modelos que você encontra aqui em nossa loja, confira:

1. Amplificador PMS-100

Este modelo é o menor da linha PMS, mas não deixa a desejar nas suas configurações, dê uma olhada abaixo:

  • Resposta de Frequência: 40 – 150 Hz, -3 dB
  • Impedância: 4 Ohms
  • Potência: 200W RMS
  • Consumo máximo: 130 W RMS
  • Potência recomendada do Subwoofer: 50-200W
  • Relação sinal-ruído do amplificador: > 100 dB (A- Weighted)

2. Amplificador PMS-200

Agora migramos para o equipamento mais intermediário da linha, segue as características que você vai encontrar nesse modelo:

  • Resposta de Frequência: 30 – 150 Hz, -3 dB
  • Impedância: 4 Ohms
  • Potência: 400W RMS
  • Consumo máximo: 250W RMS
  • Potência recomendada do Subwoofer: 100-400W
  • Relação sinal-ruído do amplificador: > 100 dB (A- Weighted)

3. Amplificador PMS-300 

Por último, mas com certeza, não menos importante, ficamos com o modelo mais potente, com características de se impressionar!

  • Resposta de Frequência: 20 – 150 Hz, -3 dB
  • Impedância: 4 Ohms
  • Potência: 600W RMS
  • Consumo máximo: 350W RMS
  • Potência recomendada do Subwoofer: 200-600W
  • Relação sinal-ruído do amplificador: > 100 dB (A- Weighted)

Ah! Outra coisa bacana de mencionar é que os três modelos ligam de maneira automática o sinal de áudio e voltam para o tempo de espera, caso haja ausência de sinal após 15 minutos.

Como otimizar meu setup?

Se você chegou até aqui, conseguiu observar que existem bastante questões técnicas e também de compatibilidade entre os amplificadores e subwoofers, certo? Se você deseja otimizar seu setup, ou até mesmo ficou em dúvida, não deixe de entrar em contato com os nossos mestres em áudio e vídeo, clique aqui e converse com a nossa equipe, será um prazer poder ajudar você!

Co-autor: Fernando Nogoceki de Brito