Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Análises e Comparativos

Qual a diferença entre as caixas full range e coaxial?

Publicado em 27.03.2023 |
Visualizações
1.791 visualizações

Seja em um projeto residencial ou comercial, em algum momento você já se deparou com as caixas full range e coaxial. Mas será que existe mesmo diferença entre elas? Fica com a gente no post de hoje e descubra!

 Aqui na Audio Prime contamos com a incrível linha de arandelas da Bravox, testadas e devidamente aprovadas pelos nossos mestres em áudio, e você pode conferir este teste clicando aqui. Neste vídeo você poderá observar na prática a diferença entre os modelos que vamos falar hoje. 

Logo de início podemos afirmar que a diferença entre os dois modelos é bastante nítida, desde a sua composição de peças a indicações de uso.    Mas antes de darmos "Start" nesse assunto, vamos falar dele que faz os amantes da sonorização suspirar: o divisor de frequência. Entenda a importância desse diferencial nas arandelas e como ele atua na qualidade de um bom som.  

O que esperar de um divisor de frequência?  

Também conhecido como crossover, o divisor de frequência trata-se de um um componente eletrônico utilizado nas caixas de som para realizar o direcionamento das faixas de frequência para os alto-falantes apropriados.   Quando falamos de um sistema de som com duas vias, por exemplo, o crossover atua na separação do sinal de áudio em duas faixas de frequência (alta e baixa).  

Dessa maneira, o driver de alta frequência (geralmente tweeter), e o de baixa frequência (woofer) receberão a faixa sonora já “dividida”, o que irá proporcionar em uma qualidade acústica ainda maior.  

O objetivo do divisor de frequência é garantir que cada alto-falante receba apenas as frequências capazes de serem reproduzidas com qualidade mais “pura”, evitando que o mesmo receba outros tipos de frequências indesejadas.  

Tipos de divisores de frequência  

Os divisores de frequência são divididos em dois principais termos: passivo e ativo. Entenda a diferença entre eles abaixo.  

Divisor Passivo  

A principal característica do divisor passivo é que nele são utilizados apenas componentes eletrônicos compostos por resistores, capacitores e indutores para direcionamento das frequências adequadas a cada alto-falante.  

Divisor Ativo

Comumente chamados de DSP, o som é processado em um CHIP e as frequências são separadas de acordo com a programação pré-estabelecida digitalmente. Temos essa função de DSP em algumas caixas de som ativas, pré-amplificadores de áudio, receivers e afins. Essa etapa do processamento do som é feita antes da amplificação para então ir para as caixas de som.

Na caixa Bravox RT5, por exemplo, é utilizado um divisor de frequência de 12 oitavas (modelo mais utilizado nas melhores caixas de som) que divide o sinal em 55 Hz. Nesse tipo de situação, a primeira banda de frequência irá cobrir de 55 Hz a 110 Hz, a segunda banda de 110 Hz a 220 Hz, a terceira banda de 220 Hz a 440 Hz, e assim sucessivamente até que se chegue a última banda de 11.160 Hz a 22.320 Hz.  A “regra” é que cada banda de frequência seja uma oitava completa, sempre dobrando a frequência da banda anterior. 

Lembrem-se que as caixas de som com duas ou mais entradas possuem um divisor de frequência capacitivo, como o nome sugere, o divisor de frequência divide o som, direcionando parte dele para o woofer e outra para o tweeter. O refino do crossover apresenta uma qualidade cada vez mais pura e sofisticada de acordo com o grau de modernidade de cada arandela. Agora vamos entender melhor como isso se aplica na prática nos modelos de alto-falante.  

Alto-falante Coaxial Ceiling: Modelo S3 (quadrada) e Modelo R3 (redonda)  

s3

As arandelas com alto-falante coaxial são as mais comuns (e recomendadas) para ambientes residenciais, e possuem um agudo simplesmente incrível.   Esse modelo é composto por um woofer (neste caso não existe regra para o tamanho, pode ser três, quatro, seis polegadas etc) e por um Tweeter, que pode ser encontrado em diversos tipos de materiais, onde quanto mais refinado ele for, mai0r o valor agregado que irá acarretar na caixa de som.   Não podemos deixar de mencionar o brilho extra que o crossover traz para essa linha.

As arandelas com alto-falante coaxial contam com este plus do divisor de frequência que deixa o som ainda mais refinado.   São caixas projetadas para utilização tanto em ambientes residenciais quanto comerciais, estes modelos contam com uma tecnologia eletroacústica muito moderna que recebe auxílio de softwares de última geração em sua manufatura. Só até aqui já conseguimos perceber o quão refinada são essas caixas, não é? Mas tem mais!  

Além de ser um produto de excelente qualidade e durabilidade, nossas queridas S3 e R3 Ceiling possuem o Sistema otimizado por computador, garantindo uma alta densidade de fluxo magnético.  

Alto-falante full range Ceiling: Modelo S2 (quadrada) e Modelo R2 (redonda)  

s2

Essas arandelas possuem a particularidade de serem compostas por uma única peça, e atender uma faixa sonora muito ampla. Entretanto, junto com essa amplitude, trazemos a notícia de que comparado ao modelo coaxial, a Full Range não consegue ser tão efetiva assim nessas faixas, deixando algo mais brando.  

Dessa maneira, esse tipo de equipamento deve ser evitado em projetos residenciais, e deve ganhar mais destaques em ambientes mais amplos que necessitam de mais volume do que pureza acústica.

Ou seja, pode ser utilizado em shoppings, e principalmente em sistemas de chamadas.   Seu desempenho acontece por meio do difusor que otimiza as faixas de frequência para os ambientes, permitindo que essas arandelas trabalhem muito bem em maiores quantidades, por exemplo. Além de estarmos falando de um alto-falante com o custo muito menor que o coaxial.   

Características marcantes Caixas Coaxiais:

- Resposta de Frequência: 60Hz - 20KHz -Potência: 60W RMS, Potência Máxima 120W - Woofers: 6,5”cone injetado em PP. Borda de borracha termoplástica injetada (TPR). Bobina móvel 26mm (1”) alumínio. Ímã ferrite 73x10mm  

Características marcas Caixas Full Range:  

- Resposta de Frequência: 100Hz - 18KHz - Potência: 40W RMS, Potência Máxima 80W - Woofer: 6,5”cone de polpa de celulose com fibras longas. Borda fixa de papel (fixed edge). Bobina móvel 19mm (3/4”) alumínio. Ímã ferrite 73x10mm  

Para finalizar o blog de hoje, queremos lembrar que aqui na Audio Prime ninguém sai com dúvidas, então entre em contato com os nossos especialistas em áudio clicando aqui e acerte na escolha da sua caixa!  

Co-autor: Fernando Nogoceki de Brito