Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Casa Inteligente

Como integrar o Home Theater com assistentes virtuais?

Publicado em 11.07.2023 |
Visualizações
383 visualizações

Quando falamos de sistema de som, será que vale a pena mesmo realizar a integração do Home Theater com assistentes virtuais? No blog de hoje te contamos como dar aquele UP no setup, utilizando esse tipo de dispositivo.

Nós apostamos que em algum momento da sua vida você já falou ou ouviu alguém falando com uma assistente virtual. Seja para saber a previsão do tempo e até mesmo de brincadeira para jogar conversa fora. O time aqui da Audio Prime já pediu para a Alexa (Amazon) realizar algumas tarefinhas.

Mas como surgiu essa ideia? 

Os estudos para desenvolvimento desse tipo de tecnologia ocorreram há muitos anos atrás, pela década de 60, mas começou a ganhar mais relevância em meados de 2012, após 1 ano de lançamento da famosa Siri (Apple). Na época em questão as assistentes virtuais (no caso Siri e a Cortana da Microsoft), não foram desenvolvidas para integração de Smart Homes. Até porque tudo que envolvia a automação residencial nos trazia uma sensação de ficção. E falando assim soa como se estivéssemos abordando fatos de muitos anos atrás, mas como já é de nosso conhecimento, a tecnologia tem avançado muito rápido, e nem sempre é possível “ficar por dentro” de tudo.

Um grande exemplo disso é o ChatGpt, que ainda vem sendo explorado em questões de usabilidade e aceitação do público. Acontece que foi um sucesso mesmo com um sistema muito mais simplificado, comparado aos dias atuais. Os usuários da Apple desfrutavam da performance do comando de voz da Siri em diversas situações. Em seguida, usuários de outros sistemas ficaram na expectativa em também conseguir esse tipo de tecnologia. Foi aí que surgiram as novas assistentes como a Bixby (Samsung), Google Assistente, e a nossa querida Alexa. E de acordo com Juniper Research, em 2024, teremos mais assistentes virtuais no planeta do que pessoas.

E como o mais do mesmo não serve para os seres humanos, já podemos ficar na expectativa de quais novas tecnologias essas assistentes irão nos trazer. Não levou muito tempo para as assistentes virtuais trabalharem em prol das automações residenciais, como por exemplo, o Google Home. Através desse tipo de tecnologia é possível ligar/desligar aparelhos eletrônicos, acender/apagar luzes, controlar portões eletrônicos, e muitas outras funções que já conseguimos administrar via aplicativo, hoje podem ser executadas pelo comando de voz. A Alexa - Echo Dot estreou esse universo de automação, já que não estamos falando de uma assistente desenvolvida para um dispositivo móvel. Mas com o tempo outras assistentes passaram a aceitar novas configurações compatíveis com as casas inteligentes.

Casa do futuro: utopia ou realidade?

Segundo a IBC Brasil, cerca de 2 milhões de residências em nosso país já fazem uso de algum tipo de automação residencial, apontando um crescimento de quase 30%, o que complementa a pesquisa realizada pela Fortune Business que estima que até 2028 haverá uma movimentação de 162 bilhões de dólares a nível global relacionados a automação residencial. Deu pra visualizar o espaço que esse mercado tem ganhado nas residências, não é mesmo?

No quesito audiovisual, esse tipo de tecnologia proporciona algum benefício para o Home Theater?

Costumamos dizer aqui na Audio Prime, que toda tecnologia quando refinada traz uma infinidade de benefícios para os usuários. E não seria diferente com os equipamentos de Home Theater. Com a Fire Stick da Amazon, por exemplo, é possível transformar qualquer TV em Smart TV, o dispositivo funciona como um Chrome Cast. Essa já é uma super virada de chave se você quer começar um projeto e não tem muito dinheiro para investir de início. 

Vale lembrar que é sempre importante estudar o ambiente que você deseja realizar a montagem do seu Setup, comprar e instalar os equipamentos de maneira correta, se você não sabe por onde começar, é só clicar aqui para ser direcionado a um guia especial para você que está precisando de umas coordenadas nessa etapa inicial.

Qual a relação das assistentes virtuais com os sistemas de som?

Voltando para o mundo sonoro, trazemos a reflexão de como podemos aproveitar esse tipo de tecnologia para aprimoramento do nosso sistema de som. Já conseguimos dimensionar o quanto as assistentes virtuais podem facilitar a nossa rotina, mas você parou pra pensar em utilizar essa ferramenta pode otimizar o funcionamento de caixas de som, e até mesmo receivers? Atualmente, a integração desse tipo de tecnologia é simplificada. A maioria dos modelos, como o da Assistente Virtual do Google (Alexa), vem com cabos de saída P2, e entrada auxiliar RCA, que facilita a configuração no sistema.

Além da fácil instalação e programação, com estes dispositivos inteligentes, também é possível realizar a integração com amplificadores e receivers. No caso da Alexa, alguns equipamentos como as soundbars, possuem essa assistente como um dispositivo interno, se chama Alexa Built-in. Inclusive, temos um conteúdo bem completo explicando a diferença entre os modelos Works e Built-in da Alexa.

Será bastante comum vermos diversos locais utilizando a Alexa como um central de multimídia completa, onde recebe uma informação X em um cômodo da casa, e repassa para outra unidade. Por exemplo: você pode pedir na área de festas para começar a tocar a sua música preferida no seu quarto, e você terá como resultado uma comunicação integrada super eficiente. Agora imagine como essa opção facilita a gestão de sons, iluminação em espaços maiores com eventos.

Qual a melhor assistente virtual para o meu sistema de som?

Essa resposta irá variar muito em relação ao que você espera deste tipo de dispositivo e também quais os produtos que você já tem no seu Setup.  Atualmente diversos equipamentos da Frahm e Yamaha são compatíveis com as configurações da Alexa, o que já é um grande passo caso você ainda não tenha iniciado a montagem do seu Setup. Confira alguns dispositivos preferidos do momentos para dar aquele UP no seu sistema de som:

1. Echo Studio (Alexa)

como integrar o home theater com assistentes virtuais

Sem dúvidas essa assistente vai entregar em qualidade máxima sonora. É considerada um dos áudios mais extraordinários da Alexa, sendo capaz de criar um Studio tridimensional por meio da tecnologia Dolby Atmos e áudio espacial. É considerada uma das melhores assistentes do momento para experiências imersivas, basta conectá-las ao sistema de Home Theater e na Smart TV.

2. Echo Dot 5ª geração (Alexa)

echo dot quinta gerao

Esse modelo possui uma excelente saída de som, é capaz de detectar movimentos e até mesmo medir a temperatura do ambiente de forma independente (não precisa consultar a informação na internet). O dispositivo é compatível com a Amazon Music, Spotify, Apple Music e Deezer.

3. HomePod 2ª geração (Apple)

homepod apple

Uma versão com certeza melhorada da nossa querida mini Apple. É considerado um dos melhores dispositivos da linha Apple com integração da assistente Siri. O suporte em português chegou no Brasil em fevereiro deste ano, vale pesquisar e se atentar às atualizações e configurações quando falarmos dos HomePods. Na especificação do HomePod, diz que você pode juntar dois desses equipamentos para tornar um sistema estéreo.

Mas lembre-se que nada substitui um sistema de Home Theater em casa, beleza? E aí, você já tinha pensado em integrar o seu sistema de som com uma assistente virtual? Apesar da Audio Prime não realizar vendas desse tipo de produto, os nossos especialistas em áudio estão de prontidão no WhatsApp para te ajudar a integrar o áudio e vídeo com a sua Smart Home. É só clicar aqui que você já será redirecionado.