Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Home Theater

O que é Dolby Atmos e como funciona?

Publicado em 24.05.2022 |
Visualizações
2.594 visualizações

Descubra por que o Dolby Atmos garante uma experiência sonora mais imersiva e como ter a tecnologia no seu sistema audiovisual!

Quando você decide ter um home theater com certeza espera a melhor experiência em som e imagem, certo? Então a tecnologia 3D do Dolby Atmos foi feita para você. É ela que deixa áudio parecido com o som do cinema, reforçando o surround de uma forma que promove uma imersão incrível. Então vem com a gente saber mais sobre o Dolby Atmos e descobrir como aproveitar ao máximo todas as suas vantagens!

O que é Dolby Atmos

O Dolby Atmos teve sua estreia no cinema, com a animação “Valente” (2012), da Disney/Pixar. As caixas de som colocadas em meio à plateia criaram uma experiência imersiva nunca sentida antes, abrindo um novo caminho também para os home theaters.

Como essa é uma tecnologia que não para de evoluir, logo a tecnologia já podia também ser encontrado em TVs, soundbars, home theaters e até fones de ouvido, entre outros dispositivos. Assim, a cada nova atualização tecnológica o Dolby Atmos entrega mais qualidade, garantindo cada vez mais imersão e realismo nos conteúdos.

O que é tridimensionalidade de áudio (áudio 3D)

Basicamente, o som surround tradicional do home theater simula um áudio tridimensional, cercando o espectador horizontalmente. O Dolby Atmos multiplica essa sensação, criando uma espécie de bolha virtual na qual você consegue identificar o som vindo de todos os lados, como se você estivesse realmente presente na cena da ação.

Assim, ele é o codec da Dolby que aumenta a tridimensionalidade do áudio, permitindo sentir o som de um helicóptero passando acima da sua cabeça, das corredeiras sob seus pés ou ainda uma bala zunindo ao seu lado. Dessa forma, a noção espacial ganha uma perspectiva muito mais realista.

Como funciona o Dolby Atmos?

Antes de mais nada, é preciso lembrar que o áudio que será reproduzido precisa ter sido desenvolvido para a tecnologia.

Assim, como o Dolby Atmos funciona adicionando um patamar vertical à horizontalidade do surround, a experiência requer caixas de som posicionadas de uma forma mais alta. Essa configuração permite que elementos sonoros independentes se sobreponham aos canais de áudio tradicionais. Dessa forma, o ele entrega vários diferenciais:

  • Melhor qualidade do som, que se torna mais poderoso e sem efeito fantasma. Isso acontece porque elementos sonoros independentes mantêm sua pureza original porque não precisam de emuladores em conjunto;
  • Maior sensação de envolvimento no conteúdo independente do local da sala em que você está sentado por causa do posicionamento das caixas;
  • Mais fidelidade aos efeitos sonoros de um ambiente complexo, sincronizando uma imersão maior ao que é visto na tela.

Quais os tipos de Dolby Atmos?

Comumente é possível encontrar o Dolby Atmos em três formatos: 5.1.2 – Onde 5 é o número de caixas, o 1 é o subwoofer e o 2 indica o número de canais verticais. Este é o tipo mais comum nos projetos da Audio Prime. 5.1.4

A mesma coisa, mas com quatro canais verticais 7.1.4 – Ou seja, sete caixas, um subwoofer e quatro canais para a verticalização.

Como posicionar corretamente

Uma das questões mais importantes do Dolby Atmos é o posicionamento das caixas. Há três formas de conseguir ótimos resultados.

Ceiling Middle High

No caso do 5.1.2 a Audio Prime recomenda que os dois canais de verticalização que promovem a tridimensionalidade do som sejam colocados entre o sofá e a TV. Essa posição é conhecida como Ceiling Middle High, por ser um canal alto posicionado no teto e a meio caminho entre o assento principal e a televisão.

Ceiling Front High

O Ceiling Front High é outra forma comum de posicionar os canais do Dolby Atmos. No caso, podem ser utilizadas as caixas de som que direcionam o áudio para o teto, onde reverbera e retorna para os espectadores.

Ceiling High

A terceira forma de posicionar é conhecida como Ceiling High, sendo caixas embutidas no teto dando suporte para caixas de som frontais do tipo Bookshelf ou torre.

O que você precisa ter para usufruir do Dolby Atmos?

No entanto, para conseguir este efeito sonoro incrível, é preciso que todos os equipamentos falem a mesma linguagem. Ou seja, é preciso que todo o sistema “converse” entre si em Dolby Atmos. Um home teather mais antigo, por exemplo, em formato 5.1 não vai funcionar como Dolby Atmos mesmo que o ser receiver entenda a tecnologia.

Assim, para usufruir do codec é preciso ter um receiver, uma mídia e uma TV, todos compatíveis com Dolby Atmos. É especialmente importante que a televisão também tenha o codec Dolby Atmos se você inicia a reprodução da mídia pelo aparelho de TV.

O que fazer se a sua televisão não tiver Dolby Atmos

Nem toda TV tem a tecnologia necessária integrada, geralmente presente em aparelhos intermediários ou premium. Mas nem tudo está perdido se não é o caso da sua televisão. Se o seu gerador de mídia for um Apple TV 4K ou Roku 4K, por exemplo, que gere o sinal Dolby Atmos para um receiver que tem o canal extra do Atmos, você vai poder aproveitar a experiência mesmo se a TV não tiver o codec.

Agora, não esqueça que é preciso ter a configuração mínima de sete caixas de som, ou seja, um sistema 5.1.2, para ter um posicionamento de imersão do Dolby Atmos.

Conclusão

O Dolby Atmos verticaliza o áudio, potencializando o efeito surround fazendo parecer que o espectador está em uma bolha sonora. Para isso, o sistema precisa de canais extras para caixas de som que ficam mais elevadas em relação às demais.

Para ter uma perfeita experiência de imersão com ele, é preciso que todos os aparelhos conversem entre si através da tecnologia. No entanto, se a TV não tiver o codec, mas o gerador de mídia sim, é possível ter o efeito desde que o sistema tenha a configuração mínima 5.1.2.

Se ainda ficou alguma dúvida ou quer ajuda para montar seu sistema, aproveite a consultoria gratuita da Audio Prime. Fale com um dos nossos especialistas pelo WhatsApp e saiba tudo o que é preciso para o seu projeto!