Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Home Theater

Como montar um Home Theater caseiro potente gastando pouco

Publicado em 13.08.2020 |
Visualizações
461 visualizações

Hoje você vai descobrir a forma mais eficiente de como montar um home theater caseiro potente a partir do seu equipamento básico!

O assunto dá o que falar: será que tem como montar um home theater caseiro potente a partir de um equipamento básico como um in a box? A resposta pode ser polêmica, porque com certeza é contrária ao que a maioria das pessoas costuma fazer. Se você ficou curioso e não quer deixar passar essa super dica da Audio Prime, então vem com a gente ver onde você pode estar errando!

Como montar um home theater caseiro potente a partir do seu equipamento básico

A questão é polêmica, mas hoje a Audio Prime vai mostrar como montar um home theater caseiro potente sem gastar muito para turbinar o equipamento básico que você tem em casa. Quem acompanha a Audio Prime sabe que defendemos o home theater middle market, aquele que não é o in a box, mas que também não chega a ser o high end. O home theater in a box (ou “na caixa” em inglês) é aquele em que todos os componentes – caixas de som, subwoofer e receiver/amplificador/DVD – encontram-se em um mesmo kit. Assim, não requer conhecimento no assunto, mas também não dá oportunidade de escolher as marcas e modelos de cada item. Só que, com o tempo, a pessoa passa a querer mais qualidade, mas nem sempre tem o investimento para comprar todas as caixas de som de uma vez para chegar a um middle market. É aí que começa a polêmica, porque é também quando começa o primeiro erro.

Conheça os erros mais comuns – e polêmicos!

  • Primeiro erro

O primeiro erro é querer aproveitar todas as caixas de som em um receiver novo. O problema é que o equipamento tenta aproveitar o máximo da eletrônica do home theater in a box, que, por sua vez, é muito simples. Isso vai fazer com que a impedância destas caixas de som satélites não seja compatível com a do receiver. Impedância, vale lembrar, é a oposição que um circuito elétrico faz à passagem de corrente quando é submetido a uma tensão.

  • Segundo erro

O contrário também não vale: trocar todas as caixas de som. Isso acontece porque, mesmo que fisicamente a impedância do home theater seja compatível com as das caixas de som, o circuito integrado que amplifica o som é muito frágil para colocar a potência ideal que a caixa de som demanda.

O que fazer nesse caso?

Então não tem como montar um home theater caseiro potente nesse caso? Tem sim, começando pelo subwoofer. Os equipamentos mais básicos, como os in a box, têm uma saída ativa para subwoofer, que amplifica o equipamento quando o volume aumenta. No entanto, o subwoofer que veio no kit é pequeno, geralmente 30W, 60W, no máximo 80W, com alto falante fraco, de 6 ½ polegadas, que não deixa fazer um som pesado. Contudo, tem uma máxima do mundo do som ambiente segundo a qual um subwoofer bem posicionado e com a força correta é até capaz de salvar um setup mal feito. Portanto, quando o subwoofer escolhido tem uma entrada alta, como a do subwoofer ativo AAT Cube Rakt 10" 500W Rms, isso significa que ele é compatível com o seu home theater básico. Basta, então, pegar um cabo normal, de caixa de som, cortar o encaixe das pontas, se houver, e conectar nesse tipo de subwoofer. Atenção, porque todos os subwoofers da AAT têm esse tipo de entrada alta, mas não são todas as marcas.

Veja como fazer o setup

Agora, se o sistema permitir, entre no menu e diminua o som do grave a ponto que as caixas satélites aceitem um volume maior. Assim, o controle do volume do subwoofer deve passar a ser feito no botão do próprio aparelho. Dessa forma, como o subwoofer sozinho deverá ser mais potente do que todo o sistema, haverá uma super compensação de graves no seu home theater básico.

Solução não é a ideal

Esse é o primeiro passo para migrar para um sistema melhor. Depois disso a próxima etapa é investir em um receiver e caixas de som novas. É sempre bom lembrar que essa é uma forma de como montar um home theater caseiro potente a partir do seu equipamento básico, como um in a box, mas não é o que a Audio Prime considera ideal. Para nós como especialistas, o ideal é a estrutura composta por receiver, subwoofer e cinco caixas de som para fazer pelo menos um 5.1. com escolhas individuais dos componentes. Entretanto, se ainda não é possível fazer um middle Market, para nós a migração ideal seria para uma soundbar, com até cinco canais, já que esse tipo de equipamento é o que há de mais próximo da fidelidade dos codecs presentes nos receivers de qualidade superior. O conteúdo ajudou você de alguma forma? Há alguma coisa que você queira acrescentar ou perguntar? Deixe seu recado aqui nos comentários ou vem falar com a gente aqui pelo WhatsApp!