Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Dicas

Testar e calibrar Home Theater com tratamento acústico na sala!

Publicado em 22.10.2021 |
Visualizações
408 visualizações

Veja por que o tratamento acústico é tão importante e descubra como testar e calibrar o home theater depois que a acústica da sala já estiver pronta!

Vários fatores impactam no resultado do home theater. A qualidade dos equipamentos é importante, claro. Mas o tratamento acústico da sala também faz uma grande diferença. Depois da acústica pronta, é hora de testar e calibrar o home theater. E tentar obter a máxima qualidade de som. Veja as dicas da Audio Prime para melhorar sua experiência e aproveitar a melhor performance da sua sala de cinema!

O que é tratamento acústico?

O tratamento acústico procura levar equilíbrio à sala de home theater, evitando eco e reverberação do som. Assim, a ideia é buscar o som mais próximo possível do real. Sem a necessidade de correção eletrônica. Mas há vários fatores que influenciam no tratamento acústico. Entre eles a escolha dos materiais que vão compor a decoração da sala.

Como melhorar a acústica do ambiente?

A acústica de um ambiente pode ser melhorada de várias formas. Inclusive, costumamos dizer que uma sala de cinema só está pronta quando o tratamento acústico já foi feito. Isso significa atenção nos móveis e acessórios. Priorizando os materiais que absorvem o som. Na prática, é preferir sofás, poltronas e cortinas de tecido em vez de couro ou alumínio, por exemplo.

Que refletem o som em vez de absorver. Ou seja, o tratamento acústico deve ser definido juntamente com a decoração. Abrangendo, inclusive, revestimentos como papéis de parede, forro de teto, carpetes e tapetes, e até o material das portas. A atenção às medidas do ambiente também é importante. Procurando sempre usar a proporção indicada nos manuais de fábrica para o distanciamento entre os equipamentos.

Para ter uma ideia, até a geometria de teto e paredes da sala gera interferência. Você pode reparar que cinemas e teatros não são quadrados. O espaço é projetado para que haja uma boa experiência auditiva em todos os lugares. Mas claro que, quando o imóvel já está pronto, nem sempre é possível fazer obras deste tipo.

De uma forma geral, no entanto, no home theater residencial a parte frontal deve ter maior absorção de som. Para permitir a percepção do efeito estéreo. Já a parte traseira deve ser mais reflexiva, gerando maior envolvimento dos sons ambientes. O tratamento acústico na sala, portanto, não é responsabilidade do instalador, mas do usuário. Há várias empresas e profissionais especializados, como o engenheiro acústico, que prestam consultoria para melhorar ainda mais a experiência de imersão sonora.

Importância do home theater com tratamento acústico

Mesmo a melhor caixa de som, TV ou subwoofer não vai entregar o melhor resultado se o ambiente não tiver uma acústica adequada.   Mas não esqueça que este tipo de tratamento acústico é voltado para o interior do ambiente. Já paredes duplas, revestimento sobre a laje, janelas e portas blindadas procuram impedir que o som saia do recinto, mas não favorecem a acústica.

Ou seja, estes itens são importantes para evitar que o som chegue alto nos vizinhos. Eles promovem um isolamento acústico, mas não um tratamento acústico. O tratamento acústico do home theater é importante também para ter o melhor retorno do seu investimento no equipamento de som. Depois da sala pronta, é hora então de calibrar e testar o home theater.

Como calibrar meu home theater

Testar e calibrar corretamente o home theater impacta diretamente a qualidade do resultado. Há duas formas de fazer isso. Uma delas é usar a sensibilidade da sua audição. A outra é recorrer ao sistema de calibragem. Que existe em todos os receivers e é feita através de um pequeno microfone que acompanha o aparelho. Cada marca tem seu próprio protocolo de teste.

Basicamente, no entanto, consiste em colocar o microfone em pontos específicos da sala. Para que receba uma determinada frequência emitida pelo aparelho. A partir daí é feita uma leitura sobre o nível de reflexão e absorção do ambiente e a distância entre as caixas. Mesmo para quem já tem o ouvido treinado, é interessante aproveitar o software do receiver para complementar informações. O microfone permite entender melhor a recepção do aparelho sobre o tratamento acústico na sala e detectar alguma discrepância. Como um subwoofer distante demais, por exemplo.

Como testar meu home theater?

Depois do tratamento acústico feito e a sala pronta, é então a hora de testar o home theater. A Audio Prime recomenda usar a sensibilidade pessoal, com uma música ou filme que goste bastante. Se a experiência proporcionar novos tons e nuances sonoros que você nunca havia ouvido antes, é sinal que está no caminho certo.

Mas também é possível combinar essa experiência com um teste mais técnico. Em um ambiente bem calibrado, o receiver consegue interpretar corretamente as mídias 5.1, 7.1 e Atmos em geral. Distribuindo corretamente o som para cada caixa de som. O próprio display do receiver mostra o símbolo equivalente quando interpreta o codec da Dolby, por exemplo.

Aliando essa informação do receiver à sua própria percepção é possível entender se o setup está adequado ou não. Claro que temos ainda os dois tipos de ajustes. Como o ajuste manual por faixa de frequência, que a Audio Prime não usa nem recomenda. O preferido da Audio Prime é o corte de frequência da caixa do canal. Cortando 40 Hz nas caixas frontais, 80 Hz nas centrais e surrounds, por exemplo.

Conclusão

O cuidado com o tratamento acústico é essencial para extrair a melhor performance do seu home theater. Inclusive, teste e calibragem devem ser feitos apenas depois que a sala já estiver pronta e a sua acústica definida. Quer entender mais sobre o funcionamento do seu home theater? Continue acompanhando nossos posts e chama a gente por WhatsApp que nossos especialistas vão orientar o seu projeto!